quarta-feira, 20 de maio de 2009

A Responsabilidade do Docente

O professor deve atuar como mediador no processo de aprendizagem, como instrumento facilitador para incluir o aluno tanto social quanto digitalmente.
Cursos rápidos não favorecem a continuidade do aprendizado do professor e são insuficientes para fazer com que ele se aproprie de conhecimentos que permitam reconstruir continuamente a sua prática docente. O acesso as TICs deve estimular a capacidade produtiva, com diferentes recursos disponíveis com uma atualização constante dos professores, pedagogos e técnicos que trabalham com o conteúdo.

O professor deve ser sujeito de sua ação e não mero executor de atividades ou técnicas; deve ser produtor de conhecimentos, e não meramente consumidor. Não basta a universalização do acesso às tecnologias. Apesar de necessária é insuficiente. Trabalhar inclusão digital implica vontade e ação política, investir na democratização do uso e também em capacitação dos professores para que eles saibam usar e manejar o novo meio, além de aprender, prover serviços, informações e conhecimentos, articular redes de produção que permitirão e potencializarão a emergência do novo, a proposição e a efervescência da diversidade.

Cabe ao professor como mediador e como promotor do processo de aprendizagem, motivar, propor situações desafiadoras e ajudar o aluno no redirecionamento de processos. Da mesma forma, cabe à informática, o apoio, como recurso instrumental. Um recurso atraente, motivador, mas que não provoca a aprendizagem se não for integrado num projeto pedagógico que promova um processo de aprendizagem significativa.

O papel do professor nesse novo contexto é ter condições de analisar e discutir sobre sua própria prática, de estabelecer relações entre essa prática e a sociedade em que vive. Neste sentido, se o professor não é um incluído, logo não terá condições de promover a inclusão de seus alunos e acabará então, assumindo e reforçando a idéia de "inclusão digital" na perspectiva do consumo. Portanto, o envolvimento desse profissional com as diferentes tecnologias e linguagens, depende muito mais da iniciativa de cada um do que das políticas públicas na área.

Os educadores para estarem bem preparados, precisam do alto conteúdo científico e o domínio de tecnologias, para atender as necessidades sociais e poder incluir os indivíduos na sociedade do conhecimento e estarem aptos a enfrentar a competitividade do mercado. Deve ter capacidade e competência para construir o próprio processo pedagógico articulando o ensino e a pesquisa, de acordo com os avanços científico-tecnológicos e as necessidades e capacidades dos universitários.

O professor deve ter capacidade e competência para construir o próprio processo pedagógico articulando o ensino e a pesquisa, de acordo com os avanços científico-tecnológicos e as necessidades e capacidades dos universitários. Para a educação escolar ser instrumento de transformação social, o professor deve ter uma atitude crítica, perante a didática, refletindo sobre a melhor forma de ajudar seus alunos no processo de reconstrução do conhecimento e a eficácia de sua ação didática, expressa nos resultados da avaliação do aproveitamento do aluno.
Mirian Bueno Fiorenza. [Educação: Fonte de Inclusão]

Nenhum comentário:

Postar um comentário